12 de fevereiro de 2021

Biosev registra lucro líquido de R$ 485,3 milhões

Companhia apresenta novos recordes de produção e mantém a melhora dos índices de eficiência operacional nos nove meses da safra 20/21

São Paulo, 12 de fevereiro de 2021 – A Biosev S.A. (B3:BSEV3), uma das líderes do setor sucroenergético, manteve o bom desempenho operacional e apresentou novos recordes de produção no acumulado de novos meses da safra 20/21, com lucro líquido de R$ 485,3 milhões. No período, o resultado operacional foi positivo em R$ 1,3 bilhão, impulsionado, entre outros fatores, por uma receita líquida ex-HACC/outros produtos de R$ 5,5 bilhões, 48,2% superior ao 9M20.

Os índices EBITDA também tiveram expressivo crescimento em razão da maior eficiência na produção, forte comercialização no mercado externo e preços médios mais competitivos. O EBITDA Ajustado ex-revenda/HACC atingiu R$ 2 bilhões, crescimento de 44,2%, enquanto o EBITDA Unitário ficou em R$ 76,8 por tonelada, 44,8% acima da safra anterior. O EBITDA menos CAPEX obteve ainda a maior alta percentual – 87,8% – totalizando R$ 1,1 bilhão.

“Estamos focados em atingir os melhores resultados gradativamente e ficamos muito satisfeitos em reportar lucro mais uma vez. Vale reforçar que já vínhamos trabalhando para esse movimento e conseguimos novamente colher os resultados de todo o investimento em aumento de produtividade e melhoria de gestão” afirma Juan José Blanchard, presidente da Biosev.

Melhoria operacional

Nos canaviais, a produtividade medida pelo TCH consolidado atingiu 85,7 ton/ha, 2,9% a mais do que em 9M20. O crescimento demonstrou os benefícios da continuidade das melhores práticas agronômicas na renovação do plantio, além das condições climáticas mais favoráveis (mais chuvoso) no período de formação do canavial (janeiro a março). Em relação à moagem, o volume total foi de aproximadamente 25,8 milhões de toneladas, em linha com o mesmo período da safra anterior.
Os impactos da alta produtividade agrícola também foram percebidos no teor de ATR Produto de 142,4 kg ATR/ton, crescimento de 9,1%, mais um recorde histórico para o período. Olhando a produção total, o ATR Produto foi de 3.680 mil toneladas, 8,3% superior aos noves meses da última safra.

Aproveitando a flexibilidade nas unidades para a virada de mix e a forte rentabilidade do açúcar, principalmente no mercado externo, a Biosev registrou mix de açúcar de 53,4% no 9M21. A receita líquida do produto, excluindo-se os efeitos contábeis (não caixa) do hedge accounting da dívida em moeda estrangeira (HACC), atingiu R$ 3,1 bilhões, 119% superior ao 9M20.
“A safra 20/21 tem sido muito boa operacionalmente para a Companhia. Estamos muito orgulhosos de todos os colaboradores que nos levaram a esse resultado tão positivo. Seguiremos comprometidos com o nosso programa de competitividade operacional, para voltar a apresentar índices competitivos no mercado”, reforça Juan.